NÁPOLES, ROTEIROS GASTRONÔMICOS, VIAGEM

Nápoles em 10 mordidas

25 de setembro de 2018

Nápoles, a capital da Campânia, reúne todos os estereótipos italianos: bom café, a melhor pizza do mundo, pessoas gesticulando e roupas penduradas no varal! Em julho de 2017, o jornal britânico The Sun elegeu a cidade como umas das 10 mais perigosas do mundo. Por conta disso a maioria dos turistas preferem pular Nápoles e seguir direto para a Costa Amalfitana.

A cidade está decadente e a pichação é comum, entretanto Nápoles esconde belezas que devem ser observadas com atenção. Não se deixe contaminar pelas más impressões espalhadas pela internet (e muitas vezes pelos próprios italianos): vedi Napoli e poi muori!

Nápoles tem uma energia única e cada rua revela uma surpresa. Vivencie a cidade com suas belezas (é preciso um olhar atento) mas também suas falhas, e especialmente pela sua gastronomia. Não existe melhor pizza no mundo e você jamais comerá uma sfogliatella tão fresquinha e deliciosa quanto em Nápoles!

Por isso não tire a cidade do seu roteiro! É possível ir além da visão negativa sobre a cidade e se apaixonar por Nápoles, principalmente pelo estomago!

 

| L di Leopoldo Infante | 

Antes mesmo de você provar qualquer sabor na cidade ou até mesmo iniciar qualquer tour, é obrigatório começar a construir suas memórias de viagem com o sabor do verdadeiro espresso acompanhado de uma sfogliatella bem fresquinha! (mesmo que a Itália inteira seja conhecida por seu café maravilhoso, os melhores (acredite) estão em Nápoles).

E não há nada mais napolitano do que um cafezinho bem denso e potente com uma sfogliatella frolla ou riccia. Eu indico que prove as duas e descubra as diferenças!

 

Aproveite para estender sua experiência e provar mini clássicos napolitanos (mignon). E sim, nessa pasticceria você vai encontrar muita influência da confeitaria francesa e americana, apenas fuja delas e foque nos doces clássicos como a pastiera di grano, a zeppola, nuvolettachiacchiera, struffoli e no babbà al rhum. E para opções salgadas como acompanhamento do café mire no taralli (apesar que os italianos adoram acompanhar com cerveja) e no tortano!

São 4 endereços só em Nápoles, portanto…

 

| Antica Pizza Fritta Da Zia Esterina Sorbillo | 

Após um bom café e de visitar muitos pontos incríveis da cidade, como os túneis Bourbon, é hora de uma pausa para saborear a tradicional pizza frita. E não existe lugar mais perfeito para isso que a Zia Esterina Sorbillo!

É chegar, enfrentar a fila (como todos os lugares de Nápoles), pedir e sair apreciando sua pizza pelas ruas. A opção mais tradicional da casa tem a massa de pizza recheada com cicoli de porco (cubos de banha de porco secos), provola, ricota e tomate. Mas existem outros sabores!

Tudo feito na hora com farinha orgânica e ingredientes de excelente qualidade. Apesar de ser uma fritura e o tamanho dela ser enorme para uma pessoa (a não ser que sua fome esteja avassaladora) a pizza é leve e vale todas as calorias!

 

| La Passione de Sofi | 

Nápoles é bem conhecida por sua comida de rua. Por isso você vai notar, ao caminhar pela cidade, muitos napolitanos, de todas as idades, segurando cones recheados de friturinhas (além do cheiro de fritura que domina o centro histórico). A cidade tem uma rica cultura de frutos do mar, por isso aproveite os cones recheados de camarão, lula frita, pequeninos peixes e arancinis (um tipo de bolinho de risoto recheado e frito).

Se for para apostar calorias que só a fritura nos fornece, aposte na friggitorie Passione de Sofi. Aqui um cone serve facilmente duas pessoas e, acredite, as frituras são leves e extremamente bem feitas (os napolitanos sabem bem o que fazem quando o assunto é fritar tudo que eles encontram pela frente).

Uma das unidades (são duas em Nápoles) fica perto do Mosteiro de Santa Chiara. Atravessando o famoso Spaccanapoli, a rua reta que atravessa a maior parte do centro histórico de Nápoles, até o começo da Via Pasquale Escuro nos bairros espanhóis no cruzamento com a Via Duomo.

A ordem é pedir e sair se deliciando enquanto curte a cidade! Vale a pena, eu garanto!!!

| frittatina, recheada com pedaços de bucatini (massa mais grossa que o spaghetti) e queijo |

| imagem fonte |

 

| Pizza 50 Kalo di Ciro Salvo | 

A origem da pizza é incerta, mas a verdadeira pizza, reconhecida pela União Europeia como especialidade tradicional garantida, é napolitana. E a pizza napolitana, feita em forno à lenha com ingredientes de excelentíssima qualidade, típicos da região da Campania (como a mozarela de búfala), é imbatível!

Mesmo que os guias de viagem nos levem a escolher a mais famosa pizzaria da cidade, a Gino e Toto Sorbillo, vá na indicação do brasileiro mais napotilano que conheço Andre Guidon, da pizzaria Leggera em São Paulo.

Mas se você tiver alguns dias na cidade, vá na L’Antica Pizzeria da Michele (famosa pelo filme Comer, Rezar e Amar) e na Starita (palco do filme O ouro de Nápoles, fundada em 1901). São turísticas e lotadas, mas quem se importa? Estar em Nápoles é como estar dentro de um filme, viva sua aventura do jeito que lhe convir! Mas esteja pronto para esperar (muito) por uma mesa e nem sempre ser tão bem atendido.

 

| Pizzeria da Attilio | 

Nápoles tem fama de ser uma cidade perigosa, mas isso é para os desavisados. Com atenção você vive a cidade sem grandes apuros e consegue aproveitar todas as maravilhas (especialmente gastronômicas) que a cidade pode oferecer. Dentre elas um passeio contemplador pelo centro histórico (um olhar atento vê beleza até onde, aparentemente, ela não existe) e um fim de tarde na pizzaria mais clássica e charmosa de Nápoles: a Pizzeria da Attilio.

La vera pizza napolitana! Aberta em 1938 pelo avó (Achille Bachetti) de Attilio Albachiara, a pizzeria faz parte da Associazione Verace Pizza Napoletana e é uma das melhores pizzas da cidade.  A concorrência até pode receber os holofotes da mídia e dos guias de viagem, mas aqui a pizza é indiscutivelmente a melhor!

Apesar da fachada charmosa não espere mesas arrumadinhas e mammas italianas atrás do balcão. O charme da Attilio está na televisão com antena para entreter o pizzaiolo, na toalha que parece que saiu da casa da sua bisavó e nas histórias emolduradas em fotos e placas, espalhadas pela parede.

Se a sua escolha for almoçar, além de escolher a Carnevale (em formato de sol com oito pontos de sua crosta recheada de ricota) escolha as mesinhas do lado de fora e admire a vista do hortifrúti logo a frente. Pode parecer estranho mas é gracioso observar os napolitanos vivendo suas vidas sem se importar com os turistas!

 

| Pasticceria Giovanni Scaturchio | 

Você pode provar todos os babbás que encontrar em Nápoles, mas não vai encontrar melhor do que os servidos na Scaturchio (tenho certeza que muitos papas concordariam comigo). Leves e encharcados com licor de limão você pode escolher comer caminhando (como os italianos fazem) ou sentada em um banco de praça, acompanhado por um suco de laranja! É simplesmente impensável visitar Nápoles sem provar sua confeitaria, especialmente o babbá al rhum, uma especialidade regional!

A sfogliatella napolitana e a pastiera estão entre as especialidades mais conhecidas da Scaturchio. No entanto, o “Babá Vesúvio” é o produto que tornou esta confeitaria bem famosa. Foi feito na ocasião do G7, em 1994, e teve como objetivo mostrar a arte napolitana e sua alta confeitaria. Um ano depois, a confeitaria patenteou o doce.

Além do babá prove o ministeriale, um doce de chocolate arredondado cheio de licor, que remonta aos anos 20. A confeitaria não se resume a receitas napolitanas, lá você encontra Sacher Torte, o strudel do Trentino e o briochine del Danubio (um brioche salgado). Mas, apesar de bem feitas, não gaste suas calorias com elas!

 

| Cuori di Sfogliatella | 

Se o sorvete na Itália já é maravilhoso imagine só uma sfogliatella recheada de sorvete! A ideia de Antonio Ferrieri, fundador da pasticceria, é combinar a tradição napolitana de confeitaria com a arte do sorvete em um único produto. O Konosfoglia é um cone de sfogliatella servido com sorvete de sfogliatella, decorado com creme (pistache, chocolate branco, gianduia, avelã ou coco) castanhas e coco.

Depois dos clássicos vamos combinar que não é nada mal provar um doce mais audacioso, mesmo que os napolitanos torçam o nariz para ele! A Cuori di Sfogliatella fica na piazza Garibaldi, a poucos passos da Estação Central!

 

| Pasticceria Poppella | 

A loja é antiga, fundada décadas atrás no coração de um dos bairros mais viscerais de Nápoles: Sanità. Um bairro difícil, onde pequenas lojas estão finalmente se desenvolvendo, como a confeitaria Ciro Poppella, localizada a poucos passos da Galleria Umberto.

Inicialmente a Pasticceria Poppella foi uma confeitaria comum relegada ao bairro, mas finalmente conquistou fama com um doce que criou um grande barulho na cidade: o Fioccho di neve (marca registrada). Pequenos “flocos” de massa de brioche super macia (fermentada por pelo menos oito horas), recheados, na versão original, com um levíssimo creme feito com leite, creme de ricota de ovelha e chantilli. Além de um ingrediente secreto (claro!). A receita original é um mistério.

Segundo Poppella: “nascemos praticamente dentro de um saco de farinha e em 2103 meu irmão mais velho Ciro criou esse doce  que todos provavam e comparavam a uma nuvem. Esse doce é sinônimo de doçura e paixão e tem uma linda estória! Durante os bombardeios da Segunda Guerra Mundial, nas catacumbas de San Gaudioso, abrigo antiaéreo para os habitantes do distrito de Sanità (onde a padaria situa-se desde 1920!!), uma jovem e assustada garota chamada Clara e um miliciano triestino Vittorio se encontravam a cada som da sirene que avisava sobre os bombardeios. Um dia Vittorio tomou coragem e pediu a Clara que se encontrassem fora daquele lugar. Mas Clara sorriu e respondeu ao jovem que era praticamente impossível e que ela só aceitaria se tivesse nevado em Nápoles! O jovem Vittorio fez-se assim prometer que se houvesse mesmo um único “floco de neve” na cidade, eles teriam que se ver novamente para ficarem juntos … E assim o impensável aconteceu: no final do bombardeio em Nápoles começou a nevar … “

Impossível não provar o doce depois dessa linda lenda. Mas se você quiser experimentar uma sobremesa mais tradicional, o bignè con crema chantilly e fragoline é uma escolha certeira!

| imagem fonte |

| Trattoria e Pizzeria Antica Capri | 

Para finalizar sua viagem com chave de ouro, que tal um bello jantar em uma trattoria típica, com ambiente movimentado no qual as famílias e os casais napolitanos desfrutam de uma farta mesa de frutos do mar ou de um delicioso gnocchi sorrentino, e ainda com ótimos preços?

Além dos pratos clássicos não deixe de provar a pizza Caprese. É de bater a cabeça na mesa! Vá lá, sério!!! Tenho certeza que não vai se arrepender!!!

 

| Ristoranti Umberto Napoli |

Localizado no coração de Nápoles esse histórico restaurante, aberto desde 1916, é ideal para um jantar clássico napolitano! Aqui você encontra desde pratos clássicos como as almondegas da Avó Ermelinda, como pratos mais criativos (mesmo que para um napolitano) como o “afogado” polpetti alla Luciana, tubettoni d’o Treddeta (o apelido do fundador) e o baccalà napolitano.

 

Que tal aprender mais?