CONFEITARIA, UTENSÍLIOS

Qual a melhor batedeira?

4 de fevereiro de 2017

Parafraseando Noel Rosa: Com que batedeira eu vou assar o bolo que você encomendou?

Fazer um bolo exige muito mais do que bons ingredientes. Claro que uma tigela e uma colher de pau resolvem a vontade daquele bolo fofinho em um piscar de olhos. Mas para quem quer fazer disso uma profissão precisa investir em bons equipamentos. E nem sempre isso significa pagar pelo mais caro (ufa!).

Mesmo para você que quer ter uma batedeira em casa e curtir a cozinha no dia de folga, é preciso saber onde a sua farinha vai entrar! São tantas marcas e opções que é difícil, apenas olhando e analisando valores, saber qual o modelo perfeito para você.

Algumas batedeiras não aguentam trabalho pesado, mas possuem bom custo benefício para quem quer bater um bolinho no fim de semana. Para os que procuram um modelo que aguente o tranco é preciso abrir o bolso! Para decidir pelo melhor modelo é preciso primeiro pensar no seu volume de produção. Não adianta nada investir em um modelo com capacidade de volume grande se todas as suas receitas exigem no mínimo 4 ovos.

As marcas mais baratas, geralmente com corpo e batedores de plástico, só respondem bem para bater ovos e chantili. Fuja delas caso seu desejo seja bater massas amanteigadas ou pães.

Para quem precisa de robustez, eficiência e durabilidade vá de olhos fechados na KitchenAid! Com assistência técnica no Brasil e vasta opção de acessórios é certamente a melhor entre todas as marcas! Mas se mesmo assim você ainda quer analisar opções, separei algumas marcas que valem a pena observar para acertar na escolha da batedeira perfeita para o seu bolo (e o seu bolso)!

 

| Kenwood Major Titanium |

800W | volume 6,70 livros | valor médio de 500 dólares

Essa é a batedeira dos grandes chefes, como Ferran Adrià. Ao menos quando trabalhei na Espanha só utilizava essa marca o que acabou me convencendo o suficiente a investir em uma.

Ela é robusta, apesar de ter algumas peças de plástico, mas conta com uma capacidade maravilhosa para quem quer uma batedeira mais “compacta” e com maior capacidade, batendo até 16 claras em uma única vez e cerca de 5Kg de massa de bolo.

A Kenwood durou pouco tempo no Brasil. Hoje já é difícil encontrar a marca por aqui, mas para quem quiser investir e estiver com viagem marcada, pode pensar a respeito!

Além da Major Titanium a marca também possui o modelo Cooking Chef, uma batedeira que cozinha por indução. Ambos modelos vêm com liquidificador acoplado, 5 tipos de batedores e um processador com várias lâminas.

Se você achou muita areia para o seu caminhãozinho porque é daqueles que cozinha em casa só aos finais de semana, pode pensar nas batedeiras KMix, com valor médio de 120 dólares e tigela de metal ou vidro. São 9 tipos de cores e um batedor que promove um processo de mistura extremamente eficiente.

 

| KitchenAid Artisan |

275W | capacidade da tigela 3,3 litros | valor médio 1800 reais

A batedeira preferida dos confeiteiros. A secular KitchenAid nasceu em 1919 pelas mãos de Herbert Johnston (precisamos fazer uma estátua dele em cada país desse globo!) e dispensa apresentações. É uma batedeira bem robusta, feita em metal, com potência de motor de 275W e 10 velocidades. Fácil de limpar e aguenta o tranco sem chorar!

O modelo profissional, com motor de 500W, tem tigela com capacidade de 6,9 litros mas não serve para quem faz receita com até 4 ovos. É mais ou menos como ter uma Ferrari quando tudo que você precisa é de um fusca!

 

| Tramontina Mix Pro by Breville |

840W |capacidade da tigela 4,70 litros | valor médio 2900 reais

Em alumínio fundido grosso é uma batedeira robusta com sensor de carga e cronômetro automático. Ou seja, a própria batedeira identifica o processo de batimento, ajusta a potência para manter a velocidade selecionada e para sozinha. Mas não aguenta o tranco. É bonita, tecnológica mas não sabe trabalhar pesado!

 

| Smeg |

500W | capacidade da tigela 4,7L |  valor médio de 450 dólares

A batedeira de design italiano dos anos 50 com pinta de moderna é produzida na China (como quase tudo nesse mundo!) e possui motor com potência de 500 W (contra 800W da Kenwood e 275W da Kitchen Aid). São 8 opções de cores, 3 tipos de batedores e acessórios como moedor, fatiador e cortador de macarrão.  Não é vendida no Brasil então se você tem viagem marcada, fique de olho, porque ela é linda!!!

| Oster |

600W | capacidade da tigela 4 a 4,3 litros | valor médio 380 a 1300 reais

A marca oferece algumas opções de modelos: A Perform (tigela de plástico), a Xpert e a Spinner (a mais robusta, com corpo e batedores em metal fundido e 12 velocidades). Todas possuem a mesma potência de motor e diferem na capacidade da tigela (a Spinner tem 300mL a mais) e velocidade. Além disso o modelo Xpert  vem com um batedor a mais em silicone que raspa bem as laterais da tigela, mas só isso.

| Cadence |

400W | capacidade da tigela 3L | valor médio 200 reais

São 8 velocidades com corpo, tigela e batedores de plástico (o batedor globo, de aço tem uma base frágil de plástico). O modelo Orbit Premium é o único com tigela de aço escovado. Para quem usa pouco, não exige desempenho e não bate massas muito pesadas como bolos amanteigados, cookies e pães, pode até ser uma boa opção.

| Arno |

300W | capacidade da tigela 4 litros | valor médio 300 reais 

A Arno tem um valor bem competitivo para as planetárias mais simples (feitas com corpo de plástico) mas apresenta o mesmo problema que as demais: a velocidade mais baixa da batedeira é muito forte, sofre ao trabalhar mais pesado e os batedores de plástico não suportam grande carga de trabalho.

Que tal aprender mais?