CLÁSSICOS, CONFEITARIA

Churros | uma massa leve, perfeita para churros fininhos e crocantes

22 de março de 2015

Quem nasceu primeiro: o churro ou o bolinho de chuva? Mistérios à parte, essa massa de churros nasce de uma mistura proporcional de água e farinha (prima da pâte à choux francesa), adicionada a ingredientes para dar mais sabor, maciez e garantir não só a coloração dos churros como uma crocância irresistível.

| Serve: 4 pessoas | Rendimento: 30 unidades | Tempo de preparo: médio

Para a massa

½ xícara (chá) / 120mL leite integral
½ xícara (chá) / 120mL água
1/3 xícara (chá) / 65g manteiga sem sal
1 ½ xícara (chá) / 150g farinha de trigo
2 unidades / 100g ovos
1 colher (sopa) / 12g açúcar refinado
¼ colher (chá) / 1g sal refinado
1 colher (chá) /5mL extrato de baunilha (opcional)
1 colher (chá) / 4g fermento em pó

1. Em uma panela junte a água, o leite, açúcar, manteiga e pitada de sal. Leve ao fogo médio até ferver.

2. Quando ferver junte a farinha de trigo de uma só vez e misture até a massa ficar homogênea e desgrudar da panela.

3. Cozinhe a massa por pelo menos dois minutos, buscando secá-la bem para que não estoure durante a fritura.

4. Retire a massa da panela e leve à batedeira.

5. Em velocidade baixa, com a raquete, bata a massa até que todo o vapor saia (esse passo é importante, pois se a massa estiver muito quente ela não absorverá os ovos necessários e ficará pesada – quanto mais ovos mais leve!).

6. Junte os ovos, em temperatura ambiente, um a um, quebrando antes em uma tigelinha para verificar se estão bons (não bata muito a massa para não deixa-la elástica, somente até homogeneizar). Por fim o fermento e o extrato de baunilha.

7. Retire a massa da batedeira e transfira para um saco de confeiteiro com o bico estrela (bico estrela 2D da Wilton) ou para uma máquina de churros caseira. Reserve.

Para polvilhar

½ xicara (chá) / 90g açúcar refinado
1 colher (chá) / 3g canela em pó
½ colher (chá) / 1g noz moscada

Para fritar
óleo de canola, milho ou girassol

Para acompanhar
doce de leite  de sua preferência

1. Aqueça o óleo a 180 °C e frite os churros: aperte o saco de confeiteiro e corte a massa no comprimento desejado com o auxílio de uma faquinha ou tesoura passada em um pouco de óleo.

2. Retire os churros do óleo assim que estiverem dourados, passe por papel toalha e então polvilhe a mistura de açúcar e especiarias.

3. Sirva quente com uma porção de doce de leite de sua preferência.



Dicas da Joyce

Difícil encontrar quem não goste de churros, ainda mais se servidos quentinhos com uma generosa porção de doce de leite.

Diz a lenda que os chineses são os donos da receita. Por lá existia o you tiao (diabo frito), uma massinha salgada e frita servida em pares no café da manhã, que remetia a Qin Hui e sua esposa, traidores do general Yue Fei.

Os portugueses, quando estiveram por lá, levaram a ideia para a Europa e acrescentaram o açúcar – mas tiveram que adaptar a receita e o formato, já que o imperador chinês havia tornado crime passível de pena de morte para qualquer um que revelasse a técnica aos estrangeiros.

Popularizada na terra dos nossos colonizadores foi a vez dos espanhóis desenvolverem o formato estrelado (e posteriormente o acompanhamento com chocolate quente bem cremoso). Daí veio a colonização do continente americano e a ideia se espalhou chegando até à criativa terra brasilis, onde o docinho ganhou recheios dos mais variados tipos!

Que tal aprender mais?

Sem comentários

Deixe seu comentário